Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.08 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Dramaturgia angolana no pós-colonialismo: sujeito, nação e identidade na obra de José Mena Abrantes
Autor:  
  Luciana Morteo Eboli   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  PUC/RS/LINGÜÍSTICA E LETRAS
Área Conhecimento  
  LETRAS
Nível  
  Doutorado
Acessos:  
  582
Resumo  
  O presente trabalho analisa; através do teatro; a expressão cultural da herança colonial e das conseqüências da crise político-social em Angola com base na análise de três dramas de José Mena Abrantes: Sem Herói nem Reino ou o Azar da Cidade de S. Filipe de Benguela com o Fundador que lhe Tocou em Sorte (1997); Ana; Zé e os Escravos (1980) e Amêsa ou a Canção do Desespero (1991). Observa; na expressão da dramaturgia; a trajetória que vai da situação colonial à guerra civil pós-independência; suas conseqüências humanas; culturais e artísticas; e estabelece uma visão crítica da condição da nação em sua diversidade social e na busca da própria identidade. O estudo interpretativo tem como base as teorias de Stuart Hall; Homi Bhabha e Benjamin Abdala Júnior; nos estudos culturais; e Roman Ingarden; Emil Staiger; Käte Hamburger e Anne Ubersfeld; no estudo do gênero dramático; e se estabelece a partir do entrecruzamento das análises temáticas e textuais. Na constatação de que todo período de conflito estimula a expressão artística; percebe-se que; através do teatro; é possível provocar a identificação direta e imediata do leitor/espectador com a situação proposta; estabelecendo uma postura crítica tanto por parte do artista como do público.
     
    Baixar arquivo