Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.05 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Ensinando o futuro no ensino médio: uma investigação
Autor:  
  Sérgio de Souza Gabriel   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  USP/CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO
Área Conhecimento  
  COMUNICAÇÃO
Nível  
  Doutorado
Ano da Tese  
  2008
Acessos:  
  479
Resumo  
  Objetivo: Em primeiro lugar; identificar de que maneira os professores entendem o conceito de “futuro” em suas vidas. Em segundo lugar; identificar percepções e atitudes em relação aos estudos do futuro e à implementação destes junto a alunos do Ensino Médio da cidade de São Paulo. Em terceiro; orientar projetos nas escolas locais que adotassem essa abordagem. Método: Em sua primeira fase; questionário estruturado enviado a 200 professores participantes; no período de março a junho de 2007. Em sua segunda fase; oficina de apresentação realizada nas escolas investigadas e outro questionário estruturado enviado a 80 professores; no período de junho a agosto de 2007. Em sua terceira fase; reuniões com professores e coordenadores das escolas adotantes. Resultados: A primeira fase mostrou que os professores percebem o futuro como um período de tempo entre 10 a 20 anos do presente. Existe uma mistura de otimismo e preocupação em relação ao futuro e a crença de que é necessário um alto grau de preparação para este. A segunda fase mostrou que os professores percebem a relevância em estudar o futuro; principalmente para si mesmos. Entre as ferramentas apresentadas na oficina; técnicas como elaboração de cenários e consulta a especialistas lhes pareceram mais claras e de maior facilidade e relevância para a introdução junto a seus alunos. A terceira fase incluiu a adoção projetos multidisciplinares; propostas curriculares e atividades isoladas; por parte de algumas das escolas. Conclusão: Os professores mostram um grau de preocupação e interesse elevado na preparação de seus alunos para o futuro. Os estudos do futuro oferecem uma alternativa viável para a introdução de projetos e atividades de caráter multidisciplinar que ajudam os jovens a planejar e se preparar para o futuro.
     
    Baixar arquivo