Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  177.82 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Papel de doulas jovens e inexperientes no suporte do trabalho de parto
Autor:  
  Camilla Dalla Porta Acosta Jablonski   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UCPEL/SAÚDE E COMPORTAMENTO
Área Conhecimento  
  MEDICINA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2006
Acessos:  
  525
Resumo  
  Objetivos: Avaliar o efeito de doulas inexperientes e jovens; de ambos os sexos; na redução de tempo de trabalho de parto em primíparas jovens. Na literatura; até o presente; as doulas têm sido mulheres maduras e experientes; avaliando-se os efeitos de suas presenças no suporte intra-parto; considerando vários desfechos médicos e psicossociais. Método: Através de ensaio clínico controlado; 605 primíparas foram estudadas; das quais 368 foram acompanhadas por doulas (176 do sexo feminino e 192 do sexo masculino; jovens; inexperientes; estudantes de Medicina e Psicologia); no trabalho de parto. Um grupo de 237 primíparas sem intervenção foi utilizado como controle. A coleta de dados foi realizada nos anos de 1995-1996; na Maternidade do Hospital São Francisco de Paula da Universidade Católica de Pelotas; RS. Mediante um questionário padronizado e testado em estudo piloto; a duração do trabalho de parto foi tomada como desfecho e avaliaram-se dados sócio-demográficos e informações específicas sobre a gestação e o parto. Resultados: A duração média do trabalho de parto para todas as pacientes foi de 4;8 hs (d.p.=4;6 hs). No grupo de doulas femininos foi de 3;6 horas (d.p.=3;2 hs); no grupo de doulas masculinos foi de 4;5 horas (d.p.=4;3 hs) e no grupo controle teve duração média de 6;0 horas (d.p.=5;3 hs) (p<0;000). As variáveis tipo de parto; uso de fórceps; indução; baixo peso ao nascer; pré-natal; escolaridade da mãe; Apgar; fumo durante a gravidez e renda familiar não mostraram associação significativa com o tipo de acompanhante. Conclusão: A presença de doulas jovens e inexperientes; principalmente do sexo feminino; esteve associada a uma menor duração de trabalho de parto em primíparas jovens.
     
    Baixar arquivo