Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  2.38 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Estudo do comportamento do sistema nervoso autônomo através da análise da variabilidade da frequência cardíaca em sujeitos sadios submetidos ao método de equilíbrio neuromuscular
Autor:  
  Rodrigo de Freitas Rabello   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNIVAP/BIOENGENHARIA
Área Conhecimento  
  ENGENHARIA BIOMÉDICA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2007
Acessos:  
  486
Resumo  
  A an?lise da variabilidade da freq??ncia card?aca tem sido empregada como recurso para a mensura??o da atividade do sistema nervoso aut?nomo em diversas situa??es. Esta an?lise se baseia na identifica??o da energia das bandas de baixas e altas freq??ncias da fun??o espectral dos intervalos R-R da freq??ncia card?acca. Estudos revelaram que o t?nus parassimp?tico relacionado ? banda de alta freq??ncia controla o estado de repouso; enquanto o exerc?cio est? associado a uma ativa??o simp?tica; ligada ?s bandas de baixa freq??ncia. O sistema nervoso aut?nomo tem um paple importante na medi??o das mudan?as cardiovasculares provocadas pelo estresse. O estresse faz-se presente em todas as rea??es do organismo desencadeadas por agress?es e ordem f?sica; ps?quica ou infecciosa. Um trauma f?sico; estresse cr?nico; a??es repetitivas; inflama??es; infec??es; ou desequil?brios estruturais - tais como m? oclus?o; restri??o ?ssea; discrep?ncia no compimento das pernas - podem gerar uma tens?o fascial; as for?as podem n?o ser distribu?das apropriadamente; o que pode favorecer o aparecimento de les?es. As tens?es fasciais se espalham continuamente; e se existe alguma restri??o fascial o corpo come?a a sair de se alinhamento tridimensional; causando inefici?ncia biomec?nica - bloqueio articular - e alto consumo de energia no movimento e na manuten??o da postura. Al?m das altera??es biomec?nicas; a presen?a de les?es no tecido mole em conex?es com a f?scia que o reveste pode ativar o SNA e produzir mudan?as vasomotoras; tr?ficas; viscerais ou metab?licas. Os sintomas desaparecem quando a les?o ? normalizada. A t?cnica de Equil?brio Neuromuscular (ENM) teve origem na escola de LOGAN nos EUA; onde um quiropata desenvolveu um aparelho chamado activator Methods; com o objetivo de substituir sua m?os na realiza??o de uma t?cnica manipulativa sobre o sacro; mantendo edsta forma a qualidade de atendimento do in?cio ao fim de cada jornada de trabalho. A t?cnica de ENM ? um tratamento global que n?o oferece estresse para o paciente; destinado a estimular a corre??o dos bloqueios articulares atrav?s de um reajuste t?nico. O objetivo deste estudo foi o de atrav?s da an?lise da variabilidade da freq??ncia card?aca identificar o grau de estresse imposto ao cora??o quando utilizada a t?cnica de ENM. Este ? um estudo cl?nico; transversal; intervencionista de indiv?duos sadios no seu desenvolvimento onde participaram 14 indiv?duos; de ambos os sexos. Este estudo foi realizado junto aos Laborat?rios de Processamentos de Sinais Biol?gicos e de Dist?rbios do Sono do Instituto de Pesquisa e Dessenvolvimento - IP&D da Universidade do Vale do Para?ba - UNIVAP. A avalia??o quantitativa da atividade do sistema nervoso simp?tico e parassimp?tico baseada na an?lise da variabilidade da freq??ncia card?aca de sujeitos sadios antes e ap?s a realiza??o da interven??o da t?cnica do ENM foi realizada atrav?s de um sistema digital n?o-invasivo denominado BioExpress ( Heart Rhythm Instruments; Inc.; USA). ? possivel notar que; n?o houve altera??o significativa nos valores m?dios de freq??ncia card?aca nem; altera??o no sistema nervoso aut?nomo ap?s a t?cnica de ENM. POdemos concluir que a t?cnica de ENM pode ser aplicada nas patologias do sistema m?sculo-esquel?tico sem promover altera??es na fun??o cardiovascular sendo assim uma aliada; para o fisioterapeuta; no tratamento de pacientes com alguma disfun??o cardiovascular
     
    Baixar arquivo