Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  5.16 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Análise ergonômica do trabalho do pedreiro: o assentamento de tijolos
Autor:  
  Viviane Leão Saad   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UTFPR/ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
Área Conhecimento  
  ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2008
Acessos:  
  1,987
Resumo  
  A Indústria da construção civil requer grande quantidade de mão de obra para a realização de diversas tarefas. As tarefas desempenhadas na construção civil são em grande maioria realizadas manualmente e requerem diversos graus de esforço. O esforço quando aplicado de modo contínuo; repetitivo; com materiais inadequados e postos de trabalho não adaptados ao trabalhador; geram os distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT). Este estudo tem como objetivo geral apontar adaptações ergonômicas para o posto de trabalho da tarefa do levantamento de paredes da construção civil. Do ponto de vista de sua natureza esta pesquisa será aplicada; sendo predominantemente quantitativa na abordagem de seus resultados. Em relação a seus objetivos é descritiva; pois visa descrever as características do trabalho e dos trabalhadores da construção civil; sendo apresentada segundo seus procedimentos na forma de levantamento. Realizou-se a observação simples e direta do trabalhador durante a tarefa do levantamento de paredes associada a fotos e filmagens. Utilizou-se o método WinOWAS para classificação das posturas utilizadas e avaliação do risco ergonômico. Aplicou-se o diagrama Corlett e realizaram-se as medições antropométricas de 91 trabalhadores da construção civil. Constatou-se que os riscos ergonômicos do trabalhador da construção civil durante o levantamento de paredes de alvenaria são acentuados; variando conforme a região anatômica estudada e a altura da parede. Verificou-se que 68;13% dos trabalhadores apresentavam relatos de dor. Percebeu-se precariedade dos postos de trabalho com relação a adaptações aos trabalhadores. Muitas das medidas dos postos de trabalho não estavam adaptadas as medidas corporais dos trabalhadores. A partir das avaliações biomecânicas e antropométricas pode-se sugerir adaptações dos postos de trabalho do levantamento de paredes aos pedreiros da Construção Civil.
     
    Baixar arquivo