Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  644.55 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Quarup: o processo de formação discursiva de padre Nando na obra de Antonio Callado
Autor:  
  Jenekelli Jablonski   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNIOESTE/LETRAS -LINGUAGEM E SOCIEDADE
Área Conhecimento  
  LETRAS
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2006
Acessos:  
  1,738
Resumo  
  Esta pesquisa tem como propósito refletir e analisar o processo de transformação da personagem Nando; protagonista do romance Quarup (1967) do escritor Antonio Callado. A referida obra está inserida no período contemporâneo – compreendendo as obras e movimentos literários surgidos nas décadas de 60 e 70 do século passado. Para atender a esta proposta; metodologicamente; recorrer-se-á à pesquisa qualitativa de cunho bibliográfico. Sendo assim; a análise está pautada nos pressupostos teóricos; principalmente; de Mikhail Bakhtin. A ênfase que Quarup recebe neste estudo está em efetuar reflexões sobre o percurso do protagonista; um padre católico cuja trajetória aponta para as adversidades perante a vida e a integração social num mundo desconhecido; devido a sua formação sacerdotal num mosteiro. Antonio Callado ao criar a trajetória ficcional da personagem Nando; reporta-se a alguns episódios históricos e míticos do Brasil; referentes à época na qual a narrativa romanesca se insere; ou seja; o período que vai do governo de Getúlio Vargas; pouco antes de seu suicídio em 1954; até o período da ditadura militar; instaurada em 1964. As metamorfoses vividas por Nando em seu processo de ‘deseducação’ e ‘nova formação’ estão intrinsecamente ligadas ao desenvolvimento do Brasil nessa época. Sendo assim; pode-se dizer que Quarup apresenta características que fazem parte do ‘romance de formação’ (Bildungsroman); e dele se aproxima. Ao verificar as transformações a que o protagonista é submetido percebe-se que; mudando a sua educação em formação autêntica; Nando troca; em pouco tempo; o sacerdócio católico pelo indigenismo laico no Xingu; mais tarde; vai desespiritualizando; no discurso e na ação; o seu amor à mulher; e; finalmente; opta pela atividade reformista e revolucionária entre os camponeses do Nordeste. Esses aspectos são pertinentes à medida que corroboram para a constituição da identidade do protagonista e sua aproximação; de forma alegórica; com o Brasil daquela época.
     
    Baixar arquivo