Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  24.32 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Gestão de resíduos sólidos da construção civil: uma proposta para o município de Ipatinga - MG
Autor:  
  Anderson Luiz Babilon   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNEC/MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE
Área Conhecimento  
  ENGENHARIA CIVIL
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2008
Acessos:  
  756
Resumo  
  O município de Ipatinga; que tem a base de sua economia assentada na siderurgia encontra-se em franca expansão; impulsionado principalmente pelo constante crescimento da demanda de aço a nível mundial; provocando um aumento significativo da oferta de trabalho local e conseqüentemente; a atração de mão-de-obra externa. Existe uma previsão de que até o ano de 2009; mais 12 mil novos postos de empregos serão gerados; somente na planta siderúrgica da cidade. Como conseqüência deste cenário; o mercado imobiliário e a indústria da construção civil local; encontram-se também superaquecidos. Frequentemente observa-se no município de Ipatinga; casas sendo demolidas para dar espaço a novos prédios residenciais; ocasionando um significativo incremento na geração de resíduos provenientes da indústria da construção civil. De acordo com o levantamento de campo; estima-se que no município de Ipatinga 12.720t de resíduos da construção civil são coletados mensalmente; dos quais 3.840t têm destinação incerta; sendo até mesmo dispostos nos municípios circunvizinhos. O município de Ipatinga conta com um aterro sanitário administrado pela iniciativa privada; no qual; além dos resíduos sólidos domiciliares; também recebe resíduos provenientes da construção civil. Existem ainda no município de Ipatinga três empresas cadastradas na Prefeitura para locar caçambas estacionárias para coleta e transporte de entulhos; das quais uma conta com área própria para a disposição final devidamente licenciada pelo município e as outras duas disputam áreas clandestinas para fazerem suas deposições. A viabilidade econômica de se implantar um sistema integrado de gerenciamento dos resíduos de construção civil no município de Ipatinga; conforme o previsto na Resolução nº. 307 do Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA); de 05 de julho de 2002 foi levantada; chegando a um tempo estimado de 18 meses para que os investimentos iniciais sejam absorvidos. Os estudos tiveram como base; o modelo já em funcionamento na cidade de Belo Horizonte; que se caracteriza principalmente pela simplicidade e eficiência; além de apresentar um cunho social importantíssimo para aquele município. Apesar de não estar atendendo à Resolução nº. 307 do CONAMA; o município de Ipatinga; já sinaliza positivamente no sentido de disciplinar a gestão dos resíduos provenientes da construção civil local; prova disto é a disponibilização de áreas públicas para a recepção de pequenos volumes de resíduos de construção civil que acabam de serem implementadas em fase experimental; bem como a retirada sem ônus para os moradores; dos resíduos depositados em suas calçadas; até o limite de uma caçamba basculante. Espera-se que esta experiência não fique apenas nesta fase inicial e incipiente; mas que evolua; chegando de fato à implantação de um sistema de gestão eficiente que possibilite o retorno de toda a matéria prima que hoje é chamada de resíduo para a cadeia produtiva; trazendo-se ganhos para o município e para o meio ambiente.
     
    Baixar arquivo