Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.95 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Fatores de sucesso no abandono do tabagismo
Autor:  
  Isabel Cristina Echer   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFRGS/MEDICINA: CIÊNCIAS MÉDICAS
Área Conhecimento  
  MEDICINA
Nível  
  Doutorado
Ano da Tese  
  2006
Acessos:  
  383
Resumo  
  Para investigar fatores que contribuem para o sucesso no abandono do tabagismo, foram entrevistados 16 fumantes em abstinência há mais de seis meses com dependência menor ou gual a 5 na escala de Fagerström, recrutados intencionalmente junto à comunidade de Porto Alegre, no período de 2004 a 2006. Escolheu-se entrevistar indivíduos abstêmios no período de seis meses com base nos estágios seqüenciais da história natural das tentativas de abandonar o hábito de fumar. A fase de manutenção é aquela em que os indivíduos mantêm-se convictos em abstinência ao fumo, por mais de 6 meses. A captação dos sujeitos se deu por intermédio de cartazes, divulgação entre amigos e indicação dos próprios participantes. As entrevistas foram realizadas pela pesquisadora na residência ou local de trabalho dos participantes. A entrevista, que teve por base a conversação, foi um evento psicológico e social que envolveu o perguntar ou discutir o tema "Como você conseguiu parar de fumar?", em linguagem de domínio dos participantes, com abordagem dos motivos da decisão, estratégias utilizadas, mudanças de hábitos, recaídas e vivência de não fumar. Após a transcrição, as entrevistas foram examinadas pela Análise de Conteúdo, que envolveu exploração; sistematização e operacionalização das informações, mediante classificação e recorte das falas pela diferenciação e, posteriormente, pela agregação em unidades de significado, culminando com a interpretação das categorias e possíveis explicações para o fenômeno investigado. A confirmação das informações se deu pelo mecanismo de conferência com pares e pela participação de um revisor externo, que fez a leitura e análise das entrevistas e elaborou um resumo interpretativo, chegando aos mesmos resultados na versão original final. Da análise emergiram sete categorias: determinação de abandonar o tabagismo, apoio recebido, informação sobre os malefícios do cigarro, campanhas de esclarecimento, utilização de artifícios, restrições sociais ao fumo e benefícios relacionados ao parar de fumar. Os resultados são os seguintes: os indivíduos precisam estar determinados a parar de fumar e os profissionais de saúde, grupos familiar e social devem apoiar, compreender e motivar os fumantes a abandonarem o tabagismo, informações e campanhas que alertam para os prejuízos à saúde desacomodam o fumante e reforçam a conscientização e o comprometimento com a decisão de parar de fumar, os artifícios utilizados auxiliam na substituição da vontade de fumar, as restrições sociais mobilizam e educam, assim como constrangem e banem o fumar em locais públicos, e a divulgação dos benefícios advindos do ato de parar de fumar constitui uma importante contribuição que os mantém abstêmios do fumo. O processo de abandono do tabagismo variou entre os indivíduos estudados, tendo cada um precisada escolher a melhor maneira para permanecer longe do hábito. Acredita-se que o querer de fato parar predomina sobre os outros fatores e que o fumante necessita de muita determinação e apoio de toda a sociedade para conseguir vencer a barreira da dependência à nicotina.
     
    Baixar arquivo