Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.69 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Avaliação da dureza e do grau de conversão de uma resina composta em função do pré- tratamento térmico e da fonte de luz fotopolimerizadora
Autor:  
  Esther Gomes Saade   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNESP/ARAR/CIÊNCIAS ODONTOLÓGICAS
Área Conhecimento  
  ODONTOLOGIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  600
Resumo  
  O objetivo desse trabalho foi investigar a influência do pré-aquecimento da resina composta anterior à fotopolimerização; sobre suas propriedades físicas e mecânicas como: o grau de conversão e dureza. As amostras foram fotopolimerizadas com uma unidade de luz halógena de quartzo-tungstênio (QTH) e uma unidade diodos emissores de luz azul (LED) por 40 s. Os compules de resina composta híbrida foram pré-aquecidos no dispositivo denominado Calset. A conversão dos monômeros a polímeros foi determinada através do FTIR-ATR. A propriedade de dureza foi avaliada no Microdurômetro MMT-3 Microhardness Tester equipado com o diamante Vickers. Para o teste de dureza Vickers cinco amostras para cada grupo (4 mm de diâmetro e 2 mm de espessura) foram confeccionadas com a resina composta pré-aquecida nas seguintes temperaturas: 37ºC; 54ºC e 60ºC (n=5). As amostras foram submetidas ao teste de dureza Vickers imediatamente após a sua confecção. Foram efetuadas 4 medidas no topo e 4 na base de cada amostra. De acordo com a interação entre as duas unidades de luz e o aumento de temperatura da resina composta; os resultados indicam que somente a unidade de luz influenciou nas médias dos valores de dureza Vickers. A unidade LED apresentou valores de dureza mais homogêneos entre o topo e a base da resina composta; evidenciando uma polimerização mais uniforme. O préaquecimento da resina composta não apresentou diferenças estatisticamente significativas nos valores de dureza. Para a avaliação do grau de conversão foram confeccionadas 5 amostras (4 mm de diâmetro e 2 mm de espessura) para cada grupo; utilizando a unidade QTH e LED; e a resina composta nas seguintes temperaturas: 25ºC (temperatura ambiente); 37ºC; 54ºC e 60ºC (n=40). Após a confecção as amostras foram preparadas para a análise do grau de conversão através do FTIR-ATR. Segundo os resultados conclui-se que não houve diferenças estatisticamente significativas na porcentagem do grau de conversão das resinas compostas curadas com a unidade QTH ou LED. Em relação ao aumento de temperatura também não houve um aumento no grau de conversão significativo nas amostras confeccionadas com resina composta pré-aquecida. Nesse estudo não existiu evidências de que o tipo de unidade fotoativadora empregado ou a temperatura influenciem no grau de conversão observado. A unidade fotoativadora influenciou apenas nas médias dos valores de dureza Vickers; onde o LED mostrou uma cura mais homogênea.
     
    Baixar arquivo