Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  7.72 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Caracterização estrutural e física de fragmentos de mata de galeria na alta bacia do rio Araguaia.
Autor:  
  Christian Dias Cabacinha   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFG/CIÊNCIAS AMBIENTAIS
Área Conhecimento  
  GEOCIÊNCIAS
Nível  
  Doutorado
Ano da Tese  
  2008
Acessos:  
  486
Resumo  
  A região da alta bacia do rio Araguaia vem sendo objeto de profundas transformações relacionadas ao processo de ocupação rápida e intensa das terras a partir do final da década de 70. Atualmente a paisagem nesta região; encontra-se completamente fragmenta. As ilhas de vegetação remanescentes; em sua maioria estão isoladas; cercadas por agricultura (soja e algodão) e por pastos; expostas diariamente a vários agentes de degradação e nada se sabe sobre a integridade destes remanescentes; em especial sobre as matas de galeria. A presente tese intitulada "Caracterização estrutural e física de fragmentos de mata de galeria na alta bacia do rio Araguaia" visa preencher uma pequena lacuna sobre o conhecimento sobre a flora e assim subsidiar políticas que busquem a conservação e a recuperação dos atuais fragmentos de mata de galeria desta região. Foi estruturada em quatro artigos; de acordo com a opção de formatação de teses do Programa de Doutorado em Ciências Ambientais (CIAMB) da Universidade Federal de Goiás. O primeiro artigo foi preparado para submissão à revista Ceres; o segundo para revista Floresta e Ambiente; o terceiro para revista Árvore e o quarto para a revista Forest Ecology and Management. No primeiro; a hipótese básica é que; a despeito do processo de ocupação das terras na região; a estrutura da paisagem ficou comprometida de tal forma que a conservação dos remanescentes de vegetação; sobretudo as Matas de Galeria em relação a sua integridade encontram-se sobre forte ameaça. No segundo; a hipótese é que; uma vez que a estrutura da paisagem está comprometida; as comunidades florestais apresentariam estrutura diamétrica desequilibrada e péssimo estado de conservação por estarem expostas a vários agentes de degradação. No terceiro a hipótese é que; a despeito do tamanho reduzido e da falta de conectividade com outras áreas; a diversidade de espécies na área de estudo era pequena. No quarto a hipótese é que; os índices de vegetação; obtidos de imagens orbitais; por serem sensíveis às mudanças da estrutura da vegetação são correlacionados com a diversidade de espécies e; portanto podem ser utilizados como indicadores de áreas prioritárias para ações de recuperação e conservação. As quatro hipóteses foram parcialmente confirmadas; demonstrando que a integridade dos fragmentos de mata de galeria na alta bacia do rio Araguaia esta comprometida; principalmente; pela falta de conectividade entre os fragmentos e pela exposição diária dos remanescentes a agentes de degradação como corte seletivo de lenha e a presença de gado. Entretanto ainda existi uma grande diversidade de espécies; embora a comunidade vegetal seja composta por indivíduos de pequenos diâmetros e pertencentes a estágios sucessionais iniciais. Este estudo ainda revelou que os índices de vegetação obtidos de imagens de satélite; são poderosos parâmetros para a modelagem da diversidade de fragmentos de mata de galeria e; portanto podem ser usados como uma ferramenta no planejamento ambiental em áreas sob forte pressão antrópica. Estas informações são relevantes devido à realidade atual de muitas bacias em outras regiões do Cerrado onde a vegetação natural foi reduzida a pequenos fragmentos e confinadas a regiões onde as condições edáficas não são favoráveis à agricultura. Espera-se; com o presente estudo; estar colaborando para o enriquecimento do nosso conhecimento sobre a valiosa diversidade florestal brasileira e sobre os fatores que comprometem a integridade desta diversidade; em particular na região da alta bacia do rio Araguaia; no sudoeste do estado de Goiás.
     
    Baixar arquivo