Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.45 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  O processo de avaliação de projetos socioeducativos do Prêmio Itaú-UNICEF: uma análise na perspectiva da psicologia social comunitária
Autor:  
  Luciane de Almeida Jabur   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  PUC/SP/PSICOLOGIA (PSICOLOGIA SOCIAL)
Área Conhecimento  
  PSICOLOGIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  475
Resumo  
  O principal objetivo deste estudo é contribuir para o debate crítico sobre o compromisso estabelecido entre as ações de base comunitária e as Organizações Não-Governamentais que as desenvolvem. Considerando principalmente que as ONGs trazem em seu discurso a preferência pela participação popular e construção de espaços democráticos, e locus privilegiado para o aprendizado da “cidadania”, visando à transformação da realidade social, faz-se necessário apreender a lógica contida nas relações cotidianas instituídas por estas práticas das ONGs, no que diz respeito às suas propostas e ações que visem e efetivem tais transformações. Para a análise das questões sobre o compromisso estabelecido entre as comunidades e as ONGs, tal como a reverberação das ações desenvolvidas nestas comunidades, a presente pesquisa utiliza-se dos processos de avaliação, hoje em ascensão no Brasil, como forma de compreender o que se olha, como se olha e para que se olha, entendendo que estas questões são reveladoras do valor atribuído às ações desenvolvidas. Os processos de avaliação serão olhados do ponto de vista ético, no qual o papel da avaliação é integrar o planejamento e a práxis cotidiana, criando espaços permanentes de reflexão sobre a prática, correção de rumos e reorientação de estratégias de ação dirigidas para mudanças que precisam ser construídas no chão da realidade social, visando fortalecer o movimento de transformação em prol da cidadania e dos direitos humanos. Mediante o compromisso estabelecido na Psicologia Social Comunitária, cujo foco de atuação volta-se ao fortalecimento comunitário como forma geradora de cidadania, buscou-se olhar para os processos de avaliação e intervenção comunitária, considerando os aspectos valorados por esta disciplina, os quais estão relacionados às mudanças nas relações de poder que devem ocorrer para que a construção de espaços sustentáveis democráticos seja efetivada. O processo de avaliação analisado é o Prêmio Itaú-Unicef que, sob a coordenação técnica do Cenpec, tem como objetivo reconhecer e estimular o trabalho de organizações sem fins lucrativos que contribuam, em articulação com a escola pública, para a educação integral de crianças e adolescentes brasileiros e, a partir da visibilização destas ações, fomentar políticas públicas de educação. A análise pretende compreender a capacidade do Prêmio em configurar-se como uma ação social e coletiva a serviço da proteção, inclusão e cidadania, e o compromisso com o desenvolvimento de suas ações.
     
    Baixar arquivo