Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  2.81 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Análise da rugosidade superficial do esmalte humano exposto ou não à ação de agente clareador após escovação com diferentes dentifrícios
Autor:  
  Raquel Pachaly   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFSM/CIÊNCIAS ODONTOLÓGICAS
Área Conhecimento  
  ODONTOLOGIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  244
Resumo  
  O objetivo deste trabalho foi avaliar in vitro a rugosidade superficial média (Ra) do esmalte humano exposto ou não à ação de agente clareador com peróxido de carbamida (PC)10% após escovação com diferentes dentifrícios. Foram utilizados 96 espécimes de esmalte divididos em 2 grupos: GI- exposto à ação de gel clareador e GII- não exposto à ação de gel clareador e subdivididos em 8 subgrupos de escovação: (CEW) Close-Up Extra Whitening, (CUB) Colgate Ultra Branco, (CCP) Crest Cavity Protection e (AD) Água Deionizada. Os espécimes do grupo GI foram submetidos ao tratamento clareador com PC10% por 6h/14 dias, os do grupo GII ficaram armazenados em saliva artificial por 14 dias. Decorrido este período, os grupos foram submetidos à 35.600 ciclos em máquina de escovação mecânica que corresponde a 2 anos e meio de escovação normal, utilizando escova Oral-B. A Ra foi medida antes e depois da escovação com um Rugosímetro Mitutoyo SJ 201P. Os resultados foram submetidos à ANOVA e ao Teste de Tukey (5%) e indicaram que não existe diferença significativa de Ra entre os grupos GI e GII. Entre os subgrupos de escovação pode-se observar um aumento significativo da rugosidade para o subgrupo CEW com diferença estatística para o subgrupo CUB. Os subgrupos CCP e AD apresentaram valores intermediários de Ra, não diferindo dos demais subgrupos de escovação. Esses resultados estão relacionados com os diferentes abrasivos presentes na composição dos dentifrícios uma vez que a abrasividade do dentifrício depende da dureza, forma, tamanho, amplitude da distribuição e concentração das partículas.
     
    Baixar arquivo