Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  2.98 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Metodologias de avaliação de desempenho com a criação de valor como contribuição ao planejamento das organizações sem fins lucrativos
Autor:  
  Eduardo Sergio Ulrich Pace   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  USP/ADMINISTRAÇÃO
Área Conhecimento  
  ADMINISTRAÇÃO
Nível  
  Doutorado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  204
Resumo  
  A literatura acadêmica para o setor das Organizações Sem Fins Lucrativos (OSFL) tem-se caracterizado pela disseminação de métodos de mensuração de desempenho provenientes do setor privado. Trata-se de métodos controversos, limitados e apresentam soluções que muitas vezes não guardam relação com a realidade dessas organizações. A inadequação dos procedimentos contábeis tradicionais na mensuração de valores intangíveis, que caracterizam o valor das ações sociais, levou a um distanciamento da contabilidade financeira e à busca de formas de cálculo alternativas. Por meio do uso de referências substitutas para a obtenção do valor criado e sem pretender obter um padrão de medida único e definitivo, pois o âmbito dos valores sociais é altamente mutável, foi possível ordenar dados ocultos que demonstraram a relevância do voluntariado e o valor ampliado alcançado no cumprimento da missão. Esta tese estudou três organizações, Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer GRAACC, a Fundação Nacional da Qualidade FNQ e a Fundação ABRINQ Programa Adotei um Sorriso, que possuem em comum o uso da mão de obra voluntária sob distintas formas, identificando o valor criado pelo uso de dois modelos. O método da Demonstração do Valor Adicionado Expandido (DVAE), que explicita a distância entre os resultados meramente financeiros e os resultados financeiros acrescidos do valor do emprego da mão de obra voluntária, do valor de seu crescimento intelectual e do valor identificado pela missão. Esse modelo distribui o valor gerado aos stakeholders, com base em suas contribuições à viabilidade da OSFL, reconhecendo de forma objetiva qual seu peso no valor total criado. O método do Retorno sobre o Investimento Social (SROI) adota como output os valores da contribuição da mão de obra voluntária responsável pelo sucesso, o valor para a sociedade da missão cumprida e para o crescimento e satisfação dos voluntários, calculados por meio de proxies. Os valores obtidos das demonstrações financeiras e do trabalho voluntário constituem os inputs. Esta solução busca reduzir os efeitos dos erros importados com a adoção de valores de programas oficiais, como recomendado pelos teóricos e que guardam pouca relação com a realidade da OSFL. O trabalho demonstra a importância do valor criado pelo voluntariado, que pode atingir entre 34% e 98% de acréscimo em relação aos valores apresentados pela contabilidade financeira, elevando-se esse índice para 42% e 98% quando é considerada a contribuição do sucesso na missão, permitindo concluir que ocorre uma absoluta inadequação nas informações para uso dos diferentes stakeholders.
     
    Baixar arquivo