Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.98 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Gasparzinho vai à escola: um estudo sobre as características do aluno com altas habilidades produtivo-criativo
Autor:  
  Susana Graciela Pérez Barrera Pérez   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Educação
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [ea] Edição do Autor
Instituição:/Programa  
  PUCRS
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2004
Acessos:  
  566
Resumo  
  Esta pesquisa quanti-qualitativa, mais do tipo estudo de caso, buscou encontrar as característi- cas específicas de alunos com indicadores de Altas Habilidades/Superdotação (AH/SD) pro- dutivo-criativos, em oito turmas de sétima série ou ano-ciclo equivalente de duas escolas de um bairro de classes populares de Porto Alegre. As Questões Norteadoras foram: a) O índice encontrado no Estudo de Prevalência da ABSD-RS se mantém nas escolas investigadas?; b) Quais as percepções dos alunos com indicadores de AH/SD produtivo-criativos pelos seus professores e responsáveis (pais, mães e/ou familiares mais próximos)?; c) Quais as seme- lhanças e diferenças nas características específicas dos participantes com Altas Habilida- des/Superdotação nas escolas investigadas?; e d) Quais as características específicas dos par- ticipantes com AH/SD do tipo produtivo-criativo nas escolas investigadas? A partir de 160 questionários iniciais, de questionários respondidos pelos pais e professores de 57 alunos e por 6 professores de atividades externas, de 42 fichas de verificação respondidas por 14 pro- fessores de todas as turmas e, finalmente, de 19 entrevistas semi-estruturadas realizadas com alunos, além de outras informações coletadas em conversas informais e observações em cam- po, foram identificados 12 alunos com indicadores de AH/SD, que representam 7,5% dos 160 alunos iniciais, próximo dos 7,78% encontrados em pesquisa anterior da ABSD-RS, respon- dendo afirmativamente à primeira Questão Norteadora. Dentre eles, escolheram-se 6 que ti- nham características mais acentuadas do tipo produtivo-criativo (Gasparzinhos- G) e 3 do tipo acadêmico (Fantasminhas acadêmicos- FA), segundo a tipologia proposta por Renzulli. A a- nálise quantitativa (dos questionários) e qualitativa (da Análise de Conteúdo das entrevistas) destaca respostas às Questões Norteadoras: A percepção das características dos Gasparzinhos (maior concordância entre alunos e pais; a percepção mais negativa dos professores); seme- lhanças nas características específicas dos participantes com AH/SD, como leitura precoce; características de aprendizagem superiores à média; motivação/envolvimento com a tarefa, li- derança e planejamento; indicadores de persistência e responsabilidade; relações de amizade com outras Pessoas com AH/SD; e diferenças, como maior número de meninos que meninas (G) e de meninas que meninos (FA); idade média e volume de livros lidos maior (G); maior variedade de áreas de destaque, com predomínio das áreas vinculadas às inteligências corpo- ral-cinestésica e espacial (G) e à área lógico-matemática (FA); predomínio de notas médias (G) e altas (FA); maior incidência de características de criatividade e comunicação (G); estilos de aprendizagem, formas de estudar e solucionar problemas. Além das diferenças acima men- cionadas, as principais características específicas (G) incluem tolerância a ambigüidade, capa- cidade de lidar com informações conflitantes, flexibilidade e capacidade acima da média na área interpessoal, a alegre quietude em movimento, o expressivo interesse por problemas so- ciais, políticos e econômicos, interação entre os diferentes canais de entrada do conhecimento (auditivo, visual e cinestésico) e extrema valorização das relações interpessoais. Como reco- mendações, sugere-se escutar com muita atenção as palavras, os gestos e os silêncios dos Gasparzinhos; aprofundar pesquisas (longitudinalmente) para compor um perfil deste tipo de aluno, com subsídios necessariamente inter e multidisciplinares, dada a variedade de áreas e combinações delas nas quais pode apresentar AH/SD; elaborar instrumentos de identificação específicos para pessoas com AH/SD, em especial para os G; ofertar oportunidades e flexibi- lizar estratégias pedagógicas inclusivas que contemplem suas necessidades; proporcionar formação permanente, continuada e em serviço aos professores, orientação às famílias e escla- recimentos mais amplos e difundidos (meios de comunicação) para que a sociedade atenda adequadamente os alunos com AH/SD e garanta que normas, regras e leis deixem de ser sig- nos apenas e passem a ter e dar significado.
     
    Baixar arquivo