Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.23 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  O tempo e a linguagem
Autor:  
  Patricia Ormastroni Iagallo   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNESP/ARAR/LINGUÍSTICA E LÍNGUA PORTUGUESA
Área Conhecimento  
  LINGÜÍSTICA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2010
Acessos:  
  311
Resumo  
  O tempo da linguagem é regido por coordenadas gerais. Um modelo descritivo geral do tempo localiza a noção de tempo de um enunciado coerentemente com as informações gramaticais. Partindo-se da hipótese lógica de que o passado deveria ser sempre passado, o futuro sempre futuro e o presente sempre presente, foram investigadas as localizações temporais que servem de momentos de referência ao tempo dos enunciados, sem perder de vista o momento da produção-recepção do ato de enunciar. Os níveis de compreensão do tempo na linguagem foram sistematizados em etapas: investigando o tempo do mundo, depois o tempo da linguagem e, por último, o tempo do discurso entendido como o "mundo possível" criado pela linguagem. Percebe-se que o tempo físico e psicológico interpretável de um modo geral pelo homem possui duas orientações, e que a linguagem também geraria duas formas de tempo, construídas por dois grandes sistemas temporais: o mundo comentado e o mundo narrado, inspirados em Weinrich. Eles podem descrever duas grandes intenções do interlocutor, e não apenas dois grandes grupos de formas modotemporais dos verbos. Descobrindo-se quais são os lugares temporais, e utilizando principalmente construtos inspirados em Reichenbach, foi investigado como se dá a relação entre os momentos dos eventos, os momentos da fala e o momento presente pressuposto da enunciação. Dentro de uma abordagem da semântica formal, da teoria cognitiva e da semiótica francesa, o sistema temporal da linguagem pode ser descrito mais adequadamente. A dissertação analisa vários enunciados orais e escritos.
     
    Baixar arquivo