Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.43 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  A escolha da estratégia de entrada em mercados internacionais: estudo de casos no setor de distribuição de gás natural comprimido
Autor:  
  Lucia Mathias Rabelo   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFF/ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
Área Conhecimento  
  ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2008
Acessos:  
  899
Resumo  
  O gás natural é um combustível fóssil, versátil e que pode ser usado em diversas aplicações. Em função de suas qualidades; seu uso está sendo incentivado pelos setores público e privado em todo o mundo. É uma alternativa ao petróleo, uma commodity barata e um combustível ambientalmente correto. A distribuição de gás é tecnicamente complexa e demanda investimentos altos e de longo prazo. Uma solução adotada para superar algumas destas dificuldades e objeto deste estudo é chamada de gás natural comprimido ou GNC. Esta pesquisa objetiva explorar os fatores que conduzem as empresas que fornecem serviços ou equipamentos para distribuição de GNC à internacionalização; e ainda, as diferentes forças que exercem influência sobre este processo. Sobretudo, faz parte do intuito deste trabalho indicar a estratégia de entrada em mercados externos para pequenas firmas envolvidas com esta solução tecnológica. A literatura foi dividida em áreas que respondem os objetivos principais. O tópico de razões para a internacionalização explica se essa decisão faz sentido para a empresa através da análise dos condutores para este processo. O segundo tópico introduz o leitor à análise das forças dinâmicas de negócios internacionais, e explica como estas forças influenciam a escolha do modo de entrada em um mercado externo. Finalmente, a terceira parte descreve as estratégias de entrada; e os modelos de internacionalização mais relevantes para esta dissertação. A estratégia de pesquisa adotada é um estudo de casos. Os casos investigados foram a experiência da Neogas entrando nos mercados brasileiro e chinês, e da Galileo entrando em diversos mercados externos. Os dados primários foram coletados através de entrevistas. Para dar contexto ao assunto, foi buscada literatura adicional sobre a indústria do gás natural e o ambiente de negócios neste setor no Brasil e ainda, sobre a tecnologia do GNC. Foi descoberto que as razões para internacionalização do GNC são diretamente relacionadas às razões para a internacionalização do gás natural. Portanto, enquanto houver fatores que conduzem a utilização do gás globalmente, haverá razões para internacionalizar o GNC. No entanto, como é uma alternativa à distribuição tradicional, precisa focar em mercados emergentes que não tenham infra-estrutura de gasoduto e com gás natural de baixo custo. A escolha da do modo de entrada depende principalmente da estratégia da empresa, dos recursos que a empresa tem disponíveis e dos fatores de produção interno e externos. Uma empresa comercializando equipamentos e ou serviços de GNC precisa ter um mínimo de proximidade com o mercado externo. Além disso, deve tirar vantagem da combinação entre os modos de entrada e da variação entre eles. Os negócios dependem de parcerias e relacionamentos pessoais que contribuem na superação de limitações de pequenas firmas. Finalmente, foi concluído que a internacionalização de empresas é afetada constantemente por forças conflitantes e que o estudo da intensidade de seu impacto nos negócios pode ser o tópico de estudos futuros.
     
    Baixar arquivo