Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.58 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  As relações interorganizacionais no processo de formação da imagem turística regional: um estudo na microrregião Rota das Terras – Rio Grande do Sul
Autor:  
  Camila Macagnan   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNIVALI/TURISMO E HOTELARIA
Área Conhecimento  
  TURISMO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2007
Acessos:  
  672
Resumo  
  A imagem turística, sob o contexto regional, é formada a partir das ações de instituições municipais, que podem ou não atuar de forma coordenada através de cooperação interorganizacional, na busca por vantagens competitivas. Neste cenário, este trabalho objetivou analisar as relações interorganizacionais no processo de formação da imagem turística regional da Rota das Terras. Essa microrregião, situada na região central do Rio Grande do Sul, criou, em 1997, o Consórcio de Desenvolvimento Sustentável Rota das Terras, formado a partir da iniciativa de instituições públicas e privadas, atualmente integrando 21 municípios, motivados para o incremento da atividade turística da região. A pesquisa foi desenvolvida em duas fases, uma de análise qualitativa e outra quantitativa. Na análise qualitativa foram avaliadas 65 peças impressas de divulgação, para identificar os atores envolvidos na promoção turística e selecionar os atributos promovidos pelas instituições pertencentes à Rota das Terras. Na pesquisa quantitativa foram aplicados 73 questionários envolvendo gestores representantes de diferentes segmentos: do governo, das empresas privadas e das associações que atuam no desenvolvimento do turismo na região, analisando a identidade projetada e as relações interorganizacionais sob a perspectiva de cada um dos segmentos. Para análise dos dados foram utilizadas técnicas de análise descritiva (freqüência, impacto médio, desvio padrão), análise de variância e multivariada (fatorial e clusters). Os resultados indicam que as organizações públicas são as instituições que mais promovem os atrativos locais e regionais. As instituições públicas, privadas e associações estão de acordo sobre os atributos promovidos, já as associações percebem em mais alto grau a atratividade dos atributos, do que as empresas, enquanto que estas acreditam que a região é mais bem vista que as associações e os órgãos públicos. As instituições, em geral, vêem a região com projeção de crescimento, mas ainda pouco preparada para o turismo. Quanto às relações interorganizacionais, embora as organizações se identifiquem com a Rota das Terras e sintam-se aglomeradas, elas mantêm pouco contato entre si e a comunicação e o poder de influência das decisões é unilateral, sendo os órgãos públicos centralizadores das decisões para o desenvolvimento do turismo regional.
     
    Baixar arquivo